28 de agosto de 2016

Intenção

Com a mão tensa, sangrando, o homem inteligente passa horas a fio meditando se os espinhos da rosa o ferem de propósito, sem querer, ou por intuito inconsciente. Enquanto isso, o sábio contempla a beleza e o perfume de cada flor, na justa medida de tempo e distância, sem qualquer audácia de querer dominá-las. Pois o inteligente busca compreender as intenções alheias, mas ao sábio resta a intenção de dominar-se a si mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário