Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Um livro pra chamar de seu

Imagem
Paquerou muitos em bibliotecas e livrarias. Paixões fugazes que começavam e terminavam num cafezinho ou num puf. Saboreava-os o máximo que podia, pois o tempo urgia. Depois vieram os virtuais, clandestinos. Promissores, mas sem a delícia do toque ou do cheiro. Até que passou a alugar alguns. Amor a prazo, bom, mas sujeito a punições. Sem atrasos. Sem marcações. Livros sem donos, livres, feitos apenas para passarem de olho a olho, de mão a mão. Mesmo assim, mais possíveis do que se roubasse, ou melhor, emprestasse das amigas, embora a emoção de pegar um livro alheio fosse muito atraente. Ainda mais quando as amigas falavam bem do dito-cujo.
Um dia começou a querer um livro pra chamar de seu. Trabalhou muito, economizou, e conseguiu um. Tantas opções. Tão iguais. No começo lia-o devagarzinho, com cuidado, saboreando-o delicadamente. Queria que não tivesse fim. E até que durou bastante. Mas um dia o livro acabou. Virou lembrança, empoeirada. Sabia de cor a história. Podia prever cada uma …

Por uma nova metodologia de disputa acadêmica: Lattes-Cards

Imagem
ABSTRACT: Discute-se muito acerca da influência do capitalismo no ambiente acadêmico, inclusive no curso de Letras da USP, tradicionalmente de cunho mais socialista. Isso porque a carreira científica tem sido vista cada vez mais como uma trajetória em que é preciso consumir bibliografia e acumular notas, publicações, congressos e premiações para se dar bem na disputa por crescimento no "mercado acadêmico". Tendo em vista isso, e baseado sobretudo na obra de Jorge Cham (CHAM : 2011), nosso trabalho tem por objetivo propor a criação do jogo de cartas que denominamos "Lattes-Cards". Nessas cartas, os pontos acadêmicos acumulados pelos docentes seriam organizados e divididos por critérios de comparação já usados pelas principais agências de fomento (ex. figura 2). Após a etapa de coleta de dados e criação das cartas, distribuir-se-iam as mesmas aos alunos de Letras da USP via JúpiterWeb, de modo a facilitar a já tradicional disputa acerca de quem teve ou tem as melhore…