1 de junho de 2007

É Claro

É claro como o sol que é mais bonito
falar do que se sonha em poesia,
mas vejo o quanto é raro e esquisito
que o sonho venha e vire uma alegria.

É clara como a lua que é mais bela
a chama da paixão inalcançável,
mas veja o oceano que revela
o quanto que é distante o apaixonável.

É claro como o sol que é essencial
chorar por sempre ser insatisfeito
com este velho mundo natural

e é clara como a lua que é mutante
a água da distância que apaga
o sonho que só dura em um instante.