1 de março de 2007

Soneto Sobre a Cegueira

Você não pode ver que somos cegos
que guiam uns aos outros pelo nada
tapados pela luz de nossos egos
em meio à vil manhã enluarada?

Você não pode ouvir os nossos gritos
que buscam um sentido pela estrada
guiada de verdade e não de mitos
ao fim de uma noite ensolarada?

Você não pode ver, nenhum de nós,
que tão buscada luz às vezes cega
e o sol é refletido em lua triste?

Você não pode ouvir que estamos sós
e a voz de nossa mente a gente nega
em canto à bela Luz, a que existe?

Nenhum comentário:

Postar um comentário